Foi formalizada a parceria entre o Instituto GWC e Assentamento Zumbi dos Palmares, onde a comunidade preservará sua floresta com o apoio dos doadores desta causa.

 

PROJETO DE ASSENTAMENTO ZUMBI DOS PALMARES II
O PA Zumbi dos Palmares II esta localizado a 45 km do município de Claudia, a 15 km da margem direita da BR 163 (Cuiabá – Santarém) no norte do Estado de Mato Grosso. Em 2004, foi encaminhado ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária um pedido para a desapropriação de 06 fazendas que totalizavam 6.500 hectares. Em 2005, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) deslocou 100 famílias de acampamentos diversos, para realizarem a ocupação da área, e em 2008, o INCRA desapropriou as fazendas e criou o Projeto de Assentamento Zumbi dos Palmares II com a capacidade de abrigar 163 famílias (todos estes lotes estão ocupados).


APRONE
Em 2009, foi criada a Associação dos Pequenos Produtores Rurais Novo Horizonte – APRONE, com a finalidade de congregar os agricultores, e também realizar o pagamento dos créditos do Fomento que o INCRA iria liberar para as famílias que já se encontravam na área. Desde a fundação, a APRONE vem sendo uma grande parceira dos assentados, e muito já realizou em prol do desenvolvimento e crescimento do PA Zumbi dos Palmares II. 

Um dos grandes trabalhos foi à regularização social e ambiental do PA, que se iniciou em 2012 com a construção participativa do Plano de Desenvolvimento do Assentamento – PDA. Outros trabalhos que também serão realizados em parceria com a APRONE, será o Cadastro Ambiental Rural CAR e Georreferenciamento dos lotes do PA.


SITUAÇÃO ECONOMICA\SOCIAL\CULTURAL DAS FAMILIAS RESIDENTES NO PROJETO DE ASSENTAMENTO ZUMBI DOS PALMARES II
As famílias não obtiveram ainda nenhum apoio financeiro federal para desenvolverem as atividades econômicas. O único recurso que foi destinado ao assentamento foi o Fomento (valor repassado as famílias quando estas ocupam os lotes – recurso para custear as atividades inicias de produção), mas nem todas as famílias o receberam, pois esta recurso foi pago no ano de 2008. 

A maioria das famílias desenvolve trabalhos fora do assentamento (diárias) para poderem custear as despesas familiares no sitio, e ficam na espera do termino da regularização social e ambiental para poderem obter os financiamentos do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar).

Existem duas iniciativas produtivas apoiadas pela APRONE:
a) O grupo de famílias que trabalha com coleta de sementes nativas; (30 famílias);
b) Um grupo de mulheres que trabalha com fabricação de doces e compotas caseiras, e que já estão conseguindo vender para o Programa de Aquisição de Alimentos PAA – Programa Vinculado a Conab, que compra os produtos da agricultura familiar e entrega na merenda escolar do município; (12 famílias);
A maioria das famílias é advinda do sul do País, mais precisamente do estado do Rio Grande do Sul. Trazem a cultura dos gaúchos. São realizadas anualmente 4 festas que envolvem grande parte dos assentados, e a APRONE trabalha ativamente, pois eles conseguem levantar recursos, vendendo comidas e bebidas.
No assentamento, existe uma escola de ensino fundamental (1° ao 9° ano), e um posto de saúde que atende a população; as despesas correntes são pagas pela Prefeitura Municipal de Claudia – MT.
A maioria das famílias ainda mora em barracos de pau a pique, sendo que o recurso para a construção das moradias oferecidas pelo Governo Federal ainda não foi liberado. Não existe uma atividade produtiva consolidada no Projeto de Assentamento; o que existe são iniciativas produtivas que ainda carecem de apoio para poderem se desenvolver. Poucos assentados têm animais de grande porte; algumas famílias também trabalham com a coleta da Castanha do Brasil (o PA esta inserido em uma área extremamente rica de castanheiras).


SITUAÇÃO AMBIENTAL
Em 2008 quando o PA foi criado, existia pouco mais de 500 hectares abertos e a presença de mais de 20.000 arvores de castanha do brasil. Hoje a realidade é bem diferente; foi aberto mais de 3.000 hectares, e somente 10.000 árvores de castanha ainda se encontram presentes. 

O Projeto de Assentamento Zumbi dos Palmares é um dos únicos projetos no Mato Grosso, que está inserido em uma região riquíssima de árvores de Castanhas do Brasil (Bertholletia Excelsa).

Mais nesta categoria: Portal web "Instituto GWC" »